Em busca de equilíbrio

0

Instituto Meditare ensina a alunos a prática da meditação

Por Rodrigo Bilhalva Moncks Fotos: Arquivo Pessoal

 

 

“Definir a meditação não é algo simples”, introduz Christopher de Paula Lima, instrutor de meditação, trainer, palestrante e idealizador do Instituto Meditare. Não é para menos: a prática, vista aqui no ocidente como mística e ligada às religiosidades do mundo oriental, passou a verdadeiramente figurar na nossa cultura apenas nas últimas décadas. Mas seu uso não é exclusivamente espiritual, nem lá, muito menos aqui. “A meditação é um instrumento para se obter autoconhecimento, harmonia, redução de estresse, saúde, bem-estar, qualidade de vida, concentração, bom senso, inteligência, aperfeiçoamento cognitivo, emocional, físico e social” define Christopher, sem medo de exagerar.

A segurança nos benefícios de parar por alguns minutos para ouvir seu corpo e mente não vem só das experiências pessoais do instrutor, mas também do abundante número de pesquisas científicas na área que comprovam a eficácia da meditação. “A ciência nos últimos anos teve um papel importante em evidenciar as vantagens da técnica. Há muitas pesquisas, artigos e testes, dando às pessoas comprovações palpáveis para que possam colocar em prática a meditação”.

Há mais de dez anos buscando expandir seus conhecimentos na área, Christopher já aprimorou a prática através das artes cênicas, do yoga, e de estudos sobre inteligência emocional, feitos na Europa. Em 2018, decidiu fundar em Cascavel o Instituto Meditare, visando compartilhar os benefícios da meditação ao maior número possível de pessoas. “De forma alguma alguém deve evitar praticar se não estiver em um curso; no entanto, sugere-se que busquem o mínimo de informação. A presença de um professor de meditação, para aqueles que buscam obtenção e aprimoramento da técnica, é vista como algo vital. A estruturação de um grupo também incentiva os alunos manterem a disciplina das meditações semanais, gerando um entusiasmo e um maior desempenho de cada integrante, além de ser também um incentivo para que busquem suas práticas diárias”, esclarece o instrutor.

Atualmente, o Instituto conta com diversas modalidades de ensino, o principal sendo o Programa de Atenção Focada e Redução de Stress, porém contando também com palestras em Meditação e Qualidade de Vida e treinamento em empresas, chamado de – Stress + Produtividade. Os cursos mais longos variam de 1 a 2 meses, com custo médio de R$ 700 por participante. Os cursos mais rápidos, de em média 3 horas, custam em torno de R$ 100 por inscrição. Um investimento em si mesmo que traz benefícios para toda uma vida, segundo Christopher. “A quantia excessiva de informações da sociedade atual faz com que a população em geral se sinta exausta e, como vimos, causa doenças das mais variadas, se fazendo primordial uma ferramenta que tranquilize também a nossa parte mais interna. Portanto, temos a meditação como uma forte aliada para o combate destes males”, conclui o fundador do Instituto Meditare.

Se preferir, clique abaixo para acessar a matéria na versão web da Revista Touch:

#Prepare-se

Sem comentários

Marketing para quê?

Conheça nossa nova editoria, um espaço para te ajudar a melhorar a gestão e aumentar vendas!